Imutabilidade

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Toda essa demonstração inútil de “eu não sou manipulável”... Pra que? Eu fui “manipulável”, conscientemente, em busca de uma coisa maior. Mudei, busquei melhorar. Pena eu ter feito isso sozinha. “Uma andorinha só não faz verão”. Então, continue “imanipulável”, inflexível... e sozinho. Porque inflexibilidade e relacionamento não combinam. Mas, é claro, você já sabe disso.

A propósito, aquela coisa que você me disse há muito tempo atrás, de que tinha "permissão para mudar"... Não se iluda. Você tem medo de mudar, como qualquer mortal. Se fosse só isso... Porém, não é: você também se deixa paralisar por esse medo (sem críticas: a maioria das pessoas faz isso. Eu, inclusive, já fiz muitas e muitas vezes). E é aí que o pedestal no qual você acha que se mantém, se aproxima tanto da superfície onde habitam as "pessoas comuns". Mas, sabe... Foi legal lembrar disso que você falou dia desses, pois eu descobri que EU tenho permissão para mudar. É fácil? Não, não é. Mas EU POSSO!


 
"Eu prefiro ser essa metamorfose ambulante do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo" - Raul Seixas.

8 comentários:

Jana on 2 de agosto de 2011 21:42 disse...

Hum não entendi muito, mas acho que nem era.. Mas sim, sempre podemos mudar, sempre!

Beijos

DO on 4 de agosto de 2011 10:52 disse...

Pq será que estas coisas do coração são sempre tão complicadas?
bjos,linda!!

Autor on 8 de agosto de 2011 11:56 disse...

Nem tudo é fácil, mas acho que toda mudança é válida.
Bjos e boa sorte.

Carlos Medeiros on 9 de agosto de 2011 11:46 disse...

Hummm. Parece um recado pra alguém. Abraços.

Fatima Valeria on 16 de agosto de 2011 19:04 disse...

Oi Thati! Sempre esperando ler em seu blog palavras deliciosamente francas! Dá até uma energia...Entre no meu blog, tb falo de mudanças...vamos trocar bloguinhas, digo, figurinhas rsrs;;; Bjs

Carlos Medeiros on 22 de agosto de 2011 22:40 disse...

Medo de mudar, e depois se arrepender. O problema é que se não enfrentarmos uma mudança, ficamos sem saber se a outra opção seria a melhor.

on 23 de agosto de 2011 11:36 disse...

Tathy saudades de vir aqui no teu cantinho te visitar ....Mudar sempre é bo e faz bem,nem sempre estamos prontas para tal mudança né ...Bjus

Daniel Savio on 22 de novembro de 2011 12:27 disse...

Mas eu que penso que não consigo mudar amiga...

As vezes penso que vou ser sempre algo solitário.

Fiquem com Deus, amiga e sobrinho.
Um abraço.

 

Copyright © 2010 Laço do Infinito by: Templates Mamanunes
Imagens Vetoriais: Easy Vectors Edição: Mamanunes