Tédio

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Descobri como sou indispensável aqui no escritório. Sabem o que estou fazendo aqui? NADA! Realmente, não sei como fariam isso sem minha presença.
Definitivamente, alguma coisa vai ter mudar.

Essa música é velha. Mas cabe no momento, e preciso me auto-sacanear com meus comentários particulares entre parênteses:

Tédio - Biquini Cavadão

Sabe esses dias

Em que horas dizem nada (sei, estou em mais um desses dias)

E você nem troca o pijama (boa idéia dia desses vir pra cá de pijama. Vou ganhar outro afastamento)

Preferia estar na cama (sem dúvida alguma. Até um coma é melhor que isso aqui)

Um dia, a monotonia (eu diria burrice)

Tomou conta de mim (foi quando aceitei ajudar aqui no administratrivo)

É o tédio (ou depressão?)

Cortando os meus programas (definitivamente não tenho mais vida social mesmo)

Esperando o meu fim...



(Refrão)

Sentado no meu quarto (quarto? Leia-se escritório)

O tempo voa (na verdade tá é passando devagar)

Lá fora a vida passa

E eu aqui à tôa (nem diga!)

Eu já tentei de tudo

Mas não tenho remédio (e olha que tomo anti-depressivo!)

Prá livrar-me desse tédio... (nem uma caixa enorme de remedinhos tarja preta resolve)


Vejo o programa (substituir a frase por "tenho um emprego"... chamar de "trabalho" seria meio ridículo no atual momento)

Que não me satisfaz (óbvio!)

Leio o jornal que é de ontem (jornal = e-mails, no meu caso)

Pois pra mim, tanto faz (não tem nada de útil mesmo pra fazer)

Já tive esse problema (e como!)

Sei que o tédio

É sempre assim

Se tudo piorar (como? Estilo "Joseph Climber"?)

Não sei do que sou capaz... (Colocar fogo no tapete "auto-limpante"? Chegar aqui alcoolizada e vomitar em cima do chefe? Muitas possibilidades)

(Refrão)

Tédio!

Não tenho um programa (substituir "programa" por "trabalho")

Tédio!

Esse é o meu drama (não o único, mas o pior no momento)

O que corrói é o tédio

Um dia eu fico cego

Me atiro deste prédio... (mas deixaria uma carta em braile colocando a culpa na empresa antes de me jogar aqui do 3º andar. Ahn, posso colocar a culpa no governo e seus impostos também? E pensando bem, eu deveria me jogar do 6º andar pra garantir)

E pra fechar, tirinha dos Malvados:
 
 

8 comentários:

Luma Rosa on 21 de outubro de 2010 11:37 disse...

Trabalha no paraíso!! Se eu não fizesse nada no meu trabalho, aproveitaria para fazer coisas em meu benefício, como estudar ou colocar a minha leitura em dia. Do contrário, também seria consumida pelo tédio!! Beijus,

Tathiana on 21 de outubro de 2010 11:51 disse...

Eu bem que tento, Luma. Mas aqui não dá pra simplesmente abrir um livro e começar a ler. É preciso FINGIR que tá trabalhando. E a maioria das coisas na net é bloqueada, pra piorar a situação... :(
Beijos.

Tati Pastorello on 21 de outubro de 2010 13:10 disse...

ô Tathi, espero que esta fase melhore. Ficar à toa é mesmo muito chato! E você queria tanto voltar...
Tomara que melhore! Beijos.

luluonthesky on 21 de outubro de 2010 16:55 disse...

Se desse pra vc fazer alguma coisa pra ocupar seu tempo.
Big Beijos

PRECIOSA on 21 de outubro de 2010 21:35 disse...

Passei para conhecer seu blog.
Amei!
Se permites estarei sempre visitando-a...
Te sigo com carinho

Preciosa Maria

ADiniz on 22 de outubro de 2010 00:30 disse...

Adorei esta segunda voz, ou eco
Do Tédio do Biquíni
Cheguei a ver vc chegando próxima de seu chefe e bla, por cima dele, rs

Diverti-me aqui bjinhos

Daniel Savio on 22 de outubro de 2010 04:20 disse...

Queria poder fazer algo mais concreto para te ajudar...

Fiquem com Deus, amiga e sobrinho.
Um abraço.

Palavras Vagabundas on 22 de outubro de 2010 10:58 disse...

Tati, adorei os comentários na música, às vezes o melhor é o melhor do mau humor.
bjs carinhosos
Jussara

 

Copyright © 2010 Laço do Infinito by: Templates Mamanunes
Imagens Vetoriais: Easy Vectors Edição: Mamanunes