DESABAFO...!

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Não é fácil para uma pessoa conviver com o transtorno bipolar. E não é fácil a convivência com pessoas que tem o transtorno. Digo isso porque sou bipolar. Tomo medicamentos que ajudam, mas não curam. Boa parte do tempo, meu humor está na faixa da depressão. Poucas vezes está na fase de mania ou hipomania. Realmente me tira do sério as pessoas que acham que isso é questão de força de vontade. NÃO É! Minha família não me entende e me sinto julgada (da pior forma possível) por eles. Ninguem precisa me dizer o que pensa porque eu simplesmente sei! Se estou deprimida, acham ruim e me acham fraca; se estou na mania ou hipomania, me acham sem noção por querer fazer tudo ao mesmo tempo, pelas idéias que tenho... Ontem li um "Sinto muito, mas não consigo acompanhar seu ritmo". Super legal, né?
Alguém aqui tem idéia de como posso simplesmente me isolar de tudo e todos? Alguém sabe o que é se sentir sozinha independente se há pessoas ao seu lado ou não? Não tenho mais amigos (com exceção da Sabrina, por quem sinto um grande afeto, e Daniel, que sempre faz o que pode para me ver melhor e se preocupa comigo); também não tenho mais vida social (e isso nem tem me feito falta).
Achei que minha mãe entendesse, que era a pessoa com quem eu realmente podia contar. Mas não é. Ela não entende de verdade. Já fui a melhor amiga dela e vice-versa, desde que eu era pequena. Mas meu pai reclamava por causa do ciúme dos outros filhos e ela se afastou um pouco. Depois, mais e mais. Ela diz que tenho falado com ela de maneira ríspida e tal, mas quer saber? Ontem eu disse a ela que tinha ressentimento por tudo isso, sim.
Enfim, parece que eu só sirvo mesmo para trabalhar e dar contribuição financeira. É, pra isso eu não sou doente, não, né? Mas no resto sou completo fracasso. Como filha, irmã, neta, amiga e, principalmente, como MÃE (é o que mais dói). E tem mais: incapaz de manter uma relação saudável.
Não me meto na vida de ninguém... Por que os outros acham que podem se meter na minha ou ficar me julgando? Ah, tá, esqueci: é porque sou uma louca desequilibrada (exceto no trabalho, como todos pensam, claro). 

A verdade é que estou cansada de tudo isso. Cansada mesmo. Sem força pra ter que conviver com essa droga de montanha russa emocional TODOS OS DIAS. De saco cheio de ser julgada o tempo todo.
Nada preocupante, não vou tentar me matar de novo ou coisa parecida. Isso só serviria se a alma também acabasse junto com o corpo físico. Como muitas evidências apontam que nao é isso que ocorre, fico sem muitas opções. Mas desde que a semana começou, penso frequentemente em sumir. Como não há fórmula pra ficar invisível, imagino que sair de casa é uma idéia interessante. Deixo de ser um estorvo pra todo mundo e as pessoas me deixam sofrer em paz!!!

4 comentários:

Gordinha do outro lado do espelho on 23 de agosto de 2012 13:26 disse...

Oi Thati, que momento difícil você está passando... Acredito que se vc tivesse a possibilidade de tirar um tempo só para você seria bem legal. Algo como um final de semana para relaxar, ver outras pessoas e lugares talvez te dessem um alívio. Sob pressão fica mais dificil se acalmar e encontrar soluções. Desejo de coração que você possa se sentir melhor logo. Um abraço bem grandão para ti.

Gastroplastia on 23 de agosto de 2012 16:22 disse...

Oi FLOR...Entendo vc,sabe eu tenho TDAH,mtos nem se quer sabe o que é, minha familia não entende quanto mais os outros...Eu já tive depressão, passei por varias fases na minha vida, mais enfim as dificuldades me fizeram crescer, tive que ter força de vontade para sair, pq os momentos que senti só comecei a colocar na minha cabeça ou eu dominava meus problemas ou eles me dominariam, que as pessoas não eram obrigadas a me entender já que elas não sabiam o que eu sentia...Devido meu dda tenho bipolaridade as vezes é uma comorbilidade que se chama, isso td me levou a obesidade...EU me apeguei mto a Deus e foi o que me ajudou, n estou dizendo q vc não tem fé e Deus, pq eu tb tinha,mais descobri que só ele me entendia.
Ainda tenho dificuldades mais apreendi a conviver com elas, não sou tão depre como antes, mais as vzs qdo algo dá errado eu frusto, mais saiba querida vc não esta sozinha nunca Deus esta contigo sempre e só ele pode entender vc,pq as pessoas elas at´[e tentam mais elas n conseguem n pq n ama,mais n conseguepq nunca passou por isso, só quem passou, sabe q n é falta d vontade , nem de fé, mais uam dificuldade grande msm.
força pra ti e pode contar comigo viu...
facebook gleici keli soares uma borboleta
me add

bjcas e

Drika on 23 de agosto de 2012 23:01 disse...

Menina que barra einh ,convivo com uma amiga que é bipolar e vejo o qto esse transtorno atrapalha a vida dela ,é complicado pra quem não passa por isso entender o problema .Força menina,leva seu tratamento a serio senão der certo com um medico procura outro ,pra vc conseguir controlar e conviver com isso .Mas ó nunca desista de voce viu ..um beijão

Fatima Valeria on 28 de agosto de 2012 21:40 disse...

Olha se um pouco de experiência conta, metade do que vc está sentindo é relativo ao transtorno, que na verdade deixa tudo SUPERLATIVO. O tempo demora, as vezes a medicação não está adequada, enfim, se conhecer e fazer uma triagem das emoções é legal. Isso não me pertence, isso me pertence mas sem essa intensidade, tenha certeza, tudo vai te deixar mais forte BJs

 

Copyright © 2010 Laço do Infinito by: Templates Mamanunes
Imagens Vetoriais: Easy Vectors Edição: Mamanunes