De tudo um pouco

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

A manhã passou tão rápido que nem vi, o que foi uma bênção. Trabalhando e trabalhando, mas sem conseguir parar de pensar no que não devo. Medo de estar enlouquecendo (no mínimo estou obsessiva). Sem conseguir almoçar, esforço sobrehumano pra sair de casa, sem conseguir render no trabalho à tarde, olhos rasos d'água quase todo tempo (e frequentemente transbordam sem escolher hora ou lugar... Constrangedor) e a sensação de solidão independente de quantas pessoas há ao meu lado. Ninguém pode ajudar. Ninguém pode fazer nada. Só eu, é o que dizem. E isso me dá raiva porque se eu conseguisse não estaria no fundo do poço.

Ultrapassei a meta do médico, que era de 60 kg. Estou com cerca de 58,5 Kg, com pequenas oscilações de 200g pra mais ou pra menos. Mas não é tão difícil quando a gente não consegue comer, né? Ainda me olho  no eselho e vejo milhares de defeitos, aí penso na cirurgia plástica (terei que esperar, no mínimo, até ano que vem). Depois imagino se isso vai me fazer sentir realmente bem. Porque alguma coisa se quebrou dentro de mim. E não tem reparo. Daí acho que jamais vou sorrir de verdade de novo.

Outras coisas a falar, tipo como meu filho levado que mais parece um macaco estropiou a boquinha e, graças a Deus não fez maiores estragos nos dentinhos (embora esteja com um "aparelho genérico! rs). Sobre como ele reconhece que estou triste pela expressão da minha testa, sei lá como. Não sei se a deixo franzida, se faço algo com a sobrancelha... Só sei que ele mexe nela e me diz "Mamãe, fica feliz, fica!". Então me abraça e beija... E, assim, ele contnua sendo toda minha razão de viver.

OBS: ainda quero acreditar em milagres...


4 comentários:

Carla Renata (A Teimosa) on 5 de novembro de 2012 19:43 disse...

lindeza.. busque a alegria das pequenas coisas, se dedique mais a voce.. sorria.. bjokas e uma semana cheia de SUCESSO.

Dama de Cinzas on 6 de novembro de 2012 07:12 disse...

Sei como é olhar a vida é parecer que nada tem saída. E pior que todos nossos esforços parecem inúteis.

No seu caso pode ser uma depressão se instalando por conta da cirurgia, que é uma grande causadora de depressão, procure ver isso com seu médico. E quanto ao resto, só posso dizer que te entendo.


Beijocas

Larissa on 6 de novembro de 2012 09:09 disse...

amiga, que peso lindo, parabéns.
Agora é só manter!
força amiga, to aqui o/
beijo

Daniel Savio on 22 de janeiro de 2013 08:41 disse...

Hua, kkk, ha, ha, agora você entende quando eu sumia na medição...

Fique com Deus, amiga e sobrinho.
Um abraço.

 

Copyright © 2010 Laço do Infinito by: Templates Mamanunes
Imagens Vetoriais: Easy Vectors Edição: Mamanunes